segunda-feira, 14 de julho de 2008

Meu par de asas


Sonhava em ter um par de asas

No meio das costas

Pequeninho, só um embriãozinho de asas

Pra me lembrar de que posso voar pra longe, sempre

E voltar, voando...

Mas perdi o desejo

Não sou anjo,

Não sou fada,

Não sou harpia,

Sou menina querendo ser mulher

Ou mulher teimando ser menina.

Quero, agora, um coraçãozinho extra

Pra poder amar muito mais do que já amei (se é que amei)

Sem sentir o peito nem oprimido, esmagado, sufocado por qualquer sentimento,

Nem estufado, agigantado, querendo ser maior do que é por achar que sente demais.

Um coraçãozinho extra, que ainda não sei onde colocar...

Mas só quero que apareça quando eu tiver certeza de que quem o estiver vendo

Não vai magoá-lo, ou tomá-lo de mim.


Nenhum comentário: