quinta-feira, 2 de julho de 2009



De noite, sem sono, meus pés tremem de frio.
Talvez não de frio, mas de incerteza...
E pode haver coisa mais gelada do que a incerteza?
Quando vasculhamos o olhar de alguém e, no lugar da calma cálida, encontramos um gélido "nem sei mais..."?

2 comentários:

Teórico disse...

A incerteza é gelada a ponto de doer a alma...

Cintia disse...

É o que arrepia de verdade!! O gelo que não sei de onde vem me aterroriza mais do que qualquer coisa no mundo... nesse ponto parece que nada vai ajudar, e fica dificil ver solução para as coisas. Mas tem viu! Para tudo sempre tem uma portinha, um olho de luz, mesmo que bem pequeno.