segunda-feira, 23 de novembro de 2009

A louca dos bichos


Gentes, tá muito difícil viver em sociedade.

Estou até os gorgomilhos com a falta de noção indiscriminada por aí.

Portas de elevadores, estacionamentos de supermercados, ônibus, filas de banco, atendimento pelo telefone, aeroportos, consultório médico, compras pela internet e o Natal se aproximando... Não quero mais brincar!!! Tô fora!!!

Vou finalmente dar vazão a um desejo antigo. Quero me transformar na "louca dos bichos".

Funciona assim: vou arranjar um sitiozinho num lugar ermo, com gramados descuidados, jardins crescendo por conta e algumas árvores sem poda.

Precisa ter uma casinha pequena, com fogão a lenha, alpendre e cadeiras de balanço.

Pra lá me mudo eu e mais todos os animais que puder recolher: gatos, cachorros, cavalinhos, papagaios, o que aparecer.

Vou usar só vestidos vaporosos de muitos panos coloridos, chapéus de abas largas enfeitados com camélias, galochas pra pular em poças e colares, pulseiras, brincos, broches, todos fazendo um alegre tilintar.

A comunidade mais próxima, nas minhas raras visitas em busca de mantimentos, vai me chamar assim: "a louca dos bichos".

Soa maravilhoso.

3 comentários:

Teórico disse...

A moça do futebol será a louca dos bichos? Gostei!

Cuidar de bicho é melhor que de gente.

Beijos

Marilisa Peeters disse...

Oi Cib!! Tem Selinho prá ti lá no meu blog.
bjs

CarolBorne disse...

Bóra, que demorou!
O mundo é um lugar legal, o que estraga são as pessoas. Tô fora também!
Beijos!